Quantos votos precisa para eleger um Vereador?

Veja quantos votos precisa para eleger um Vereador e como funciona o processo de votação…

quantos votos precisa para eleger um vereador quociente eleitoral votos validos

De quantos votos um Vereador precisa para se eleger?

Há dois elementos que devem ser considerados quando a pretensão é a de se tornar um vereador. Em primeiro lugar, cada partido tem direito a uma determinada quantidade de vagas dentro da Câmara Municipal.

O sistema eleitoral para a votação no Legislativo se difere do sistema Executivo. O Executivo é representado pelos seguintes cargos para a esfera municipal, estadual e federal, respectivamente:

• Prefeito;
• Governador;
• Presidente da República.

No que se refere ao sistema Legislativo, os políticos que representam a sociedade são na esfera municipal, estadual e federal, respectivamente:

• Vereador;
• Deputado Estadual;
• Deputado Federal;
• Senadores.

Processo de votação para vereador

Observa-se para a votação aos candidatos a vereador de um município o número de votos válidos, dividindo-o pelo número de vagas. Com isso, chega-se ao resultado, que também é chamado de quociente eleitoral.

Esse elemento é importante para determinar a quantidade mínima de votos que é preciso para que se possam garantir cadeiras na Câmara Municipal. Apenas aqueles que conseguirem obter o número de votos necessários conseguirão ocupar alguma das vagas. Os demais, que não conseguirem a quantidade mínima, automaticamente serão eliminados.

É importante ter em mente que a votação em si ocorre através do partido/coligação, cujos candidatos façam parte. As vagas serão ocupadas dentre os mais votados.

No entanto, há eleitores que preferem votar no partido, porém não em um candidato. Contudo, todo aquele que vota em um candidato, automaticamente vota em um partido/ coligação.

De maneira mais clara, alguns simpatizam com a legenda, mas não possuem nenhum candidato a vereador em específico. Com isso, para que o voto vá para o partido de sua escolha, basta apenas que sejam digitados os dois primeiros números, sem que os demais sejam digitados.

Agora, por outro lado, quem possui um candidato em específico deve digitar todos os números para que seu voto seja creditado especificamente ao indivíduo do partido.

Possíveis Mudanças nas Coligações Partidárias

Nos últimos tempos, coligações estavam sendo construídas com a finalidade de ocupar vagas na Câmara Municipal com candidatos com menos votos do que outros que tinham mais.

Tal fenômeno era possível justamente porque coligações que obtivessem mais do que a quantidade mínima de votos, em relação ao Quociente Eleitoral, garantiriam mais chances de ocupar vagas, por conta do número de votos que tenham sido atribuídos à coligação.

Com isso, caberia à própria coligação escolher qual vereador ocuparia a vaga, independentemente do número de votos, já que não foram os membros que obtiveram a quantidade necessária de votos, mas sim a coligação.

Todavia, foi aprovado no Senado uma Proposta de Emenda à Constituição que determina o fim do sistema de coligação, que daria aos partidos o direito de se unirem em determinadas eleições.

Com isso, aqueles que tenham sido eleitos através de coligações teriam outra preocupação. Que é a de se reelegerem já que, na prática, para que consigam a quantidade necessária de votos, terão de forma chapas que lhes proporcionem os votos que superem o Quociente Eleitoral.

Tal condição proporciona desafios imensos já que esses candidatos não conseguiram, independentemente do número que lhes garantiu a ocupação das vagas em que estão, desde a última eleição para a Câmara Municipal.

Imagem: iosphere/FreeDigitalPhotos.net

>> Clique aqui para baixar grátis o e-book!

Um Comentário

  1. 21 de junho de 2016

Deixe um Comentário